3 REFLEXÕES PARA FORNECEDORES DA INDÚSTRIA (INDÚSTRIA 4.0)

Muito tem se falado sobre a Indústria 4.0 e seus potenciais impactos no atual modelo industrial e em toda a cadeia de fornecimento, não é mesmo? Mas o que, de fato, já está acontecendo e como preparar a sua empresa para este novo momento?

Primeiramente, vamos a uma breve contextualização do conceito:

Por volta de 1780 iniciou-se a 1ª Revolução Industrial, que substituiu a força animal pela mecânica, ampliou e aprimorou as máquinas a vapor. Quase 100 anos depois, a 2ª

Revolução Industrial estabeleceu a produção em série, que expandiu a utilização do aço, da energia elétrica e combustíveis fósseis.

Em 1970 iniciou-se a 3ª Revolução Industrial, que trouxe avanços nos sistemas informatizados, na eletrônica e robótica. Os primeiros computadores foram inseridos nas fábricas, juntamente com máquinas automatizadas e de alta precisão.

Desde o início dos anos 2000 estamos na nova era da indústria, a 4ª Revolução Industrial ou Indústria 4.0. O principal marco desse momento é a integração e interação entre sistemas cyber-físicos (mundo online e offline), aplicação da Internet das Coisas (IoT) nos processos de manufatura e uso do Big Data para a tomada de decisões.

Assim como as demais ondas da revolução industrial, a indústria 4.0 nasceu por uma necessidade de tornar as indústrias mais competitivas e conectadas às necessidades da sociedade. Atualmente, conectividade é a palavra de ordem! Embora muita coisa ainda esteja apenas no nível conceitual, já é possível ver alguns avanços na prática, como máquinas com sensores e sistemas inteligentes que coletam e armazenam dados; sistemas que utilizam estes dados e identificam padrões e comportamentos, permitindo mais rapidez e propriedade para tomada de decisões; máquinas interconectadas pela internet, que otimizam e modulam a produção; rastreabilidade dos produtos de forma unitária e customizada; produtos feitos em máquinas 3D; entre outros.

Isso é apenas o começo, muito mais está por vir e a indústria 4.0 é um caminho natural de evolução.

O que irá diferenciar uma empresa da outra é a rapidez com que ela se adaptará a este novo cenário.

Aqui na Steelcarbon temos discutindo sobre isso, especialmente sobre como nós, parte da cadeia de fornecimento das indústrias, podemos nos preparar para esta 4ª Revolução Industrial.

Compartilhamos abaixo três importantes reflexões.

Indústria 4.0 – Como os fornecedores podem se preparar:

Que diferencial minha empresa pode oferecer aos seus clientes para que eles sejam ainda mais competitivos?

Se a Indústria 4.0 nasceu para que as empresas sejam mais competitivas, é fundamental que nós, fornecedores da indústria, pensemos em soluções que eliminem perdas, retrabalho e ampliem a produtividade dos nossos clientes. Estas soluções podem estar em produtos ou serviços, mas também em sistemas e processos, que é o próximo item.

Como minha empresa pode preparar seus sistemas e processos para a nova indústria?

Cada vez mais os sistemas e processos entre fornecedores e clientes serão integrados e compartilhados. A troca de informações em tempo real em toda a cadeia permitirá uma avaliação sistêmica nas tomadas de decisão. Sendo assim, alinhar com os clientes a integração de dados e processos gera um diferencial competitivo para o seu negócio e o do cliente. Ter um diálogo aberto sobre este tema permitirá estreitar o relacionamento com o seu cliente.

Como minha empresa prepara o time para este novo momento?

É natural que o perfil dos profissionais das indústrias mude com a expansão da indústria 4.0, mas ainda assim, as pessoas continuarão cumprindo um papel fundamental nas empresas. Um estudo da Boston Consulting Group* mostra que haverá um crescimento na demanda de profissionais com competências relacionadas à área de tecnologia da informação, análise de dados e design. As tarefas operacionais tendem a ser realizadas por robôs, mas profissionais qualificados serão exigidos para tomar decisões, propor novas ideias com base nos dados coletados. Sendo assim, os times precisam estar em constante aprimoramento e capacitação para que saibam lidar com o universo digital.

Tem mais alguma reflexão para adicionar a esta lista? Compartilhe aqui nos comentários!

Até breve!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *