COMO LIDAR COM A POEIRA DO GRAFITE EDM?

Pó de grafite

Uma das dúvidas que recebemos com mais frequência aqui na Steelcarbon é em relação à poeira gerada pelo grafite EDM no processo de usinagem por eletroerosão. É tóxica? Estraga o maquinário? Que adequações e investimentos preciso fazer para gerenciar esse “efeito colateral”? É exatamente sobre isso que vamos falar hoje.

Ao ser usinado, o bloco de grafite libera partículas muito pequenas que podem ficar em suspensão no ar. No entanto, seguindo os procedimentos adequados, o grafite não será um incômodo, mas sim uma matéria-prima altamente competitiva para a sua empresa (veja mais no nosso post GRAFITE vs COBRE – TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER). Aqui vão algumas informações para desmistificar este problema:

Não estraga o maquinário – você precisa assegurar que a sua máquina tenha um sistema eficiente para a coleta do pó de grafite, seja por aspiração de alto vácuo ou uso de um fluido de corte. Ele será responsável por remover os resíduos de dentro da máquina, basta deixar a manutenção preventiva em dia para evitar o acúmulo de pó de grafite dentro da máquina.

Não suja a área de trabalho – Se sua máquina estiver com a manutenção em dia, é pouco provável que a usinagem de grafite irá sujar sua área de trabalho mais do que qualquer outro processo. Neste sentido, um excelente aliado para a limpeza é o aspirador de alto vácuo, que remove os resíduos do chão e das superfícies sem formação de nuvens de poeiras.

Não é um resíduo perigoso para o ser humano – o grafite não possui agentes cancerígenos, mas, como qualquer matéria-prima que gere pó, exige que os trabalhadores que o manipulam tomem medidas preventivas para evitar a inalação da poeira e o contato com os olhos e pele, que podem gerar irritação. O uso de equipamentos de proteção individual (EPIs) como máscara, óculos de segurança e guarda-pó é fundamental.

Uma outra alternativa que tem ganhado espaço no mercado de ferramentaria é a parceria com empresas especializadas para a usinagem de eletrodos de grafite EDM. Isto porque elas já têm todo o know-how, processos e maquinários totalmente dedicados para esta matéria-prima. A terceirização desse serviço é uma opção rápida e segura, especialmente para aquelas empresas que não têm a usinagem de grafite como sua atividade central.

Tem mais alguma dúvida sobre este tema ou outras dicas para dividir? Compartilha com a gente!

Até breve.

Equipe Steelcarbon

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *