A produtividade que sua eletroerosão precisa!

sistema fixacao

Sistema de fixação modular

 

Você já ouviu falar sobre o sistema de fixação modular para eletroerosão? Saiba o que é, como ele funciona. Veja como avaliar se a sua empresa pode ganhar ainda mais em produtividade aplicando este recurso!

 

O sistema modular de fixação é um conjunto de dispositivos padrões de alta precisão que garante alinhamento, referência no “pré-set” das máquinas. Como tudo evolui, não foi diferente para o sistema de fixação. Antigamente as máquina não possuíam o comando numérico computadorizado. Hoje é difícil uma ferramentaria não ter pelo menos uma máquina no chão de fábrica com essa tecnologia. Para acompanhar a velocidade da usinagem, também foi criado o sistema de fixação modular. Iisso faz com que o tempo de alinhamento entre eletrodo e peça diminuíssem drasticamente. Outra importante melhoria que esse sistema traz, é que uma vez alinhado o eletrodo e peça, evita erros dos eletrodos posteriores.

 

Como funciona o sistema de fixação modular

 

O sistema de fixação modular serve para você eliminar a necessidade de todos esses alinhamentos e referências dos eletrodos e ganhar muito tempo. Imagina um projeto que exija cerca de 200 eletrodos. Em um trabalho convencional, você teria que alinhar 200 eletrodos e referenciar na máquina 200 vezes. São 400 procedimentos!

Se você faz isso diariamente, talvez pense que seja normal. Mas, veja bem, se cada procedimento leva em média 5 minutos, teríamos um custo (só de mão de obra) de 2000 minutos. São 33 horas, para ser mais exato. É quase um dia e meio apenas alinhando e referenciando eletrodos!

Utilizando as fixações modulares, com o exemplo dos mesmos 200 eletrodos. Você teria um único alinhamento e faria uma única referência. Imagina a produtividade! Você simplesmente elimina 33 horas na fabricação de uma única peça! São 66 horas economizadas na segunda. São 99 horas na terceira e, sem ao menos perceber, já está produzindo três, quatro, cinco vezes mais do que antes.

 

 

A importância do sistema de fixação modular

 

Para quem trabalha com usinagem e eletroerosão, investir em tecnologias que proporcionam mais produtividade é a chave para o corte de gastos desnecessários. Um bom exemplo desse tipo de tecnologia é investir em um sistema de fixação modular. Por exemplo: o da “System 3R ou Erowa.

Hoje, para se ter uma ideia, o processo da maioria das empresas de usinagem e eletroerosão (e você pode acabar se identificando) é alinhar o eletrodo no centro de usinagem. Depois de horas usinando, levar até a máquina de eletroerosão, alinhar e fazer a referência tudo novamente. Afinal é preciso estar bem alinhado para poder queimar a peça nas coordenadas certas, e repetir o processo até que tenha terminado.

Esse tipo de trabalho além de pesaroso e muitas vezes (muitas mesmo) danificar a peça simplesmente por causa de um alinhamento fora das referências corretas, faz com que o chão de fábrica não seja tão produtivo quanto ele pode ser, perdendo tempo e dependendo muito da precisão dos operários em seus trabalhos manuais.

Assista o vídeo para ver uma empresa com célula completa integrada com o sistema de fixação. Click aqui

Obrigado e até o próximo post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *