Conheça o grafeno, material que pretende revolucionar o mundo!

Grafeno

Grafeno

Se você já desenhou com um lápis, você provavelmente fez grafeno. O material mais fino do mundo está pronto para revolucionar quase todas as partes da vida cotidiana.

O fascínio por este material se dá por suas propriedades físicas notáveis e as possíveis aplicações que essas propriedades oferecem ao futuro. Embora os cientistas já sabiam que o grafeno de cristal bidimensional com um átomo de espessura existia, ninguém havia encontrado uma maneira de extraí-lo da grafite.

Até que foi em 2004, dois pesquisadores da Universidade de Manchester, Prof. Andre Geim e Prof. Kostya Novoselov, conseguiram isolar o grafeno. Esta é a história de como essa maravilha científica impressionante surgiu e porque Andre e Kostya ganharam o Prêmio Nobel de Física pelo seu trabalho pioneiro.

Uma revolução global

Tendo isolado o grafeno pela primeira vez, a dupla então começou a testar o material sob o microscópio, começando a conhecer o vasto potencial de suas propriedades. Andre e Kostya publicaram suas descobertas iniciais em 2003, mas seu artigo foi rejeitado duas vezes, pois era muito improvável que folhas de um átomo de espessura fossem estáveis. Eventualmente, seu artigo foi publicado na revista Science em 2004. Esse artigo provocou uma revolução global na pesquisa de grafenos.

Grupos de todo o mundo enviaram estudantes para a Universidade de Manchester para aprender a fazer o material e muito trabalho foi feito para explorar as propriedades eletrônicas incomuns do grafeno. Andre e Kostya continuaram a descobrir a ampla gama de aplicações potenciais utilizando o grafeno.

Prêmio Nobel de 2010

Seis anos após o isolamento inovador do grafeno, Andre e Kostya foram premiados com o Prêmio Nobel de Física em 2010 por este trabalho, tornando-se o 24º e o 25º Prêmio Nobel na história da Universidade.

No mesmo dia em que receberam o prêmio,estavam de volta ao laboratório, continuando a revelar propriedades novas do grafenos e de outros materiais de cristal bidimensionais relacionados.

Como o grafeno se parece?

  • O grafeno é constituído por uma estrutura hexagonal de átomos de carbono em uma estrutura semelhante ao favo de mel.
  • Tem apenas um átomo de espessura, mas absorve 2,3% de luz para que possa ser vista a olho nu.
  • Ele pode ser usado para criar eletrônicos semitransparentes.

O que o grafeno pode fazer?

Propriedades do grafeno

Grafeno: o primeiro material 2D do mundo, despertou a atenção de cientistas, pesquisadores e indústria em todo o mundo por causa de suas propriedades:

  • É ultra-leve, porém imensamente resistente.
  • É 200 vezes mais forte do que o aço, mas é incrivelmente flexível.
  • É o material mais fino possível, além de ser transparente.
  • É um excelente condutor e pode atuar como uma barreira perfeita – nem mesmo o hélio pode passar por ele.

Aplicações atuais

Na Universidade de Manchester, a pesquisa de grafeno é focada nas seguintes aplicações: Energia; Membranas; Compostos e Revestimentos; Biomedicina; Sensores e Eletrônicos.

Este é apenas o começo. Estes são apenas os primeiros passos. O potencial do grafeno é limitado apenas pela imaginação.

Tecnologia futura

Então, onde o grafeno nos levará? Como isso mudará nosso mundo? Quais os benefícios que isso traz para a humanidade? Que aplicações veremos no futuro próximo e as próximas décadas?

Água potável para milhões de pessoas. As membranas de grafeno podem ser um enorme progresso na tecnologia de purificação de água nos países em desenvolvimento e fornecer plantas de dessalinização mais eficientes.

A eletrônica e o armazenamento de energia também pode ser revolucionado pelo grafeno. Telefones celulares flexíveis, resistentes e semi-transparentes. Tecnologia Wearable, roupas que se comunicam. Carros esportivos elétricos. Aviões ultra-leves. Estas são as tecnologias futuras que estão se tornando realistas em nosso presente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *